Mensagem de boas vindas

Bem Vindo ao blog Campo da Forca. Apontamentos pessoais também abertos a quem os quiser ver.

19/05/18

PLANO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL


RESUMO DA LEITURA DO PLANO DE 6 SEMANAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
O QUE É UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?
Uma dieta baseada em plantas, com proteína de peixe, aves sem pele, frutos secos, legumes e pequenas quantidades de carne vermelha, magra e fresca e sem carnes processadas ou curadas como presuntos e salsichas e carnes de conserva.
Evitar sal, açúcar e gorduras.
Doses de tamanho pequeno
Exercício físico regular.

SETE CONSELHOS PRÁTICOS
1. Comer mais alimentos naturais não processados. (Alimentos fabricados são desprovidos de fibras e nutrientes).
 2. Ser aventureiro (tentar novos cereais, vegetais e frutos)
3. Misturar (uma boa regra para cada dia é comer três doses de fruta, três doses de vegetais, alguma proteína magra, cereais integrais, óleos saudáveis, alguns produtos lácteos sem gordura e uma dose de frutos secos ou legumes)
4. Beber líquidos suficientes (beber quatro a seis copos de água por dia é um objectivo razoável e saudável)
5. manter as doses de proteínas pequenas (90 gramas ao almoço e cem ao jantar é um bom  objectivo)
6. Procurar comer peixe pelo menos duas vezes por semana
7. Evitar a comida por impulso (evite as bebidas açucaradas e as suas calorias ocas)

INICIAR O PLANO DE SEIS SEMANAS
Como transformar as boas intenções em realidade?
- Criar um diário alimentar (obriga-o a escrever e a pensar com clareza a sua selecção de alimentos). Escreva o que comeu assim que terminar de comer. Registe o que comeu, se estava a fazer alguma coisa enquanto comia, o tipo de alimento que consumiu e o tamanho das porções. Se pisar o risco não desista, pense a longo prazo, um dia não vai fazê-lo estragar seja o que for. Não conte calorias ainda. Interligue a dieta com o exercício físico.
- Planear as idas ao supermercado.
- Aprender a ler os rótulos. Verificar o tamanho da dose e porções por embalagem. Verifique o teor de gordura transformada e gordura saturada por alimento (procure alimentos com 0 gramas de gordura transformada e menos gordura saturada). Verificar o teor de sódio com as calorias por dose (escolha artigos em que o teor em sódio é menor ou igual às calorias por porção – assim, por exemplo, para um alimento com 250 calorias por porção procure um teor de sódio de não mais do que 250 mg). Verificar o conteúdo de fibra do alimento - (qualquer alimento com mais de 5 g de fibra por porção é uma boa opção no que se refere a fibra. Tente ingerir 23 a 30 g de fibra por dia). Reparar no teor de açúcar (evite alimentos com mais açúcar). Perceber o valor da percentagem diária - esse valor baseia-se no consumo de 2 mil calorias por dia, regra geral quando a percentagem diária de um determinado nutriente é 20% ou mais, é considerado elevado nesse nutriente, isso é considerado bom se for fibra, mas não tão bom se for sódio ou gordura.

- Estabelecer metas é importante. Comece com pouco em vez de tentar reformular radicalmente os seus hábitos alimentares (uma ou duas mudanças por semana são mais eficazes do que uma alteração radical de hábitos. Conte os frutos e os vegetais que consumiu. Comer mais em casa e menos em restaurantes dá-lhe um maior controle. Quando comemos rapidamente ou misturamos tarefas com as refeições, podemos consumir mais alimentos.

SER ORGANIZADO
Planear o menu para toda a semana. Compare rótulos. Faça uma lista de compras baseado no seguinte:
- Fruta
Apontar para duas a três peças de fruta por dia
-Cereais
Escolher toda a variedade de cereais em grão, sempre que possível (pão integral, cereais com 5 g ou mais de fibra e menos de 5 g de açúcar por porção, arroz escuro)
- Vegetais
Comer pelo menos três a quatro chávenas de vegetais por dia
Espargos, beterraba, brócolos, couve-de-Bruxelas, repolho, cenouras, couve-flor, aipo, pepino, feijão-verde, alface, cogumelos, cebolas, ervilhas, pimentos, tomates, inhame, etc.
- Frutos secos e sementes
Comer pequenas quantidades de frutos secos sem sal ou polvilhar com eles as saladas
Amêndoas, castanhas, avelãs, amendoins, nozes, pistáchios, sementes de abóbora, sementes de girassol, etc.
- Peixe e aves
Preferir peixe fresco a conservas, pelo alto teor de sal destes

- Carne
Limitar as carnes vermelhas a não mais de 1 a 2 porções por semana

- Lacticínios
Usar pequenas quantidades de produtos lácteos com baixo teor de gordura

- Bebidas
As bebidas podem contribuir para o aumento de peso. Limitar o consumo dos sumos com açúcar do fruto.

- Óleos
Azeite, Óleo de amendoim, Óleo de cártamo, etc.

- Especiarias e outros temperos

- Alimentos congelados

- Alimentos enlatados

REGRAS BÁSICAS DO PEQUENO-ALMOÇO
Tomar o pequeno-almoço todos os dias.
Seguir a fórmula do pequeno-almoço equilibrado: hidratos de carbono de cereais integrais, proteína magra e fruta.
Fazer uma refeição de 300 – 400 kcalorias.
Não adoçar com muito açúcar.
REGRAS BÁSICAS DO ALMOÇO
Não deixar de almoçar.
Seguir a fórmula do almoço saudável: muitos vegetais, proteínas magras, cereais integrais, frutas frescas e uma pequena quantidade de gordura saudável.
Planear o almoço com antecedência, saber o que vai almoçar

REGRAS BÁSICAS DO JANTAR
Planear os jantares para a semana e tentar comer em casa o máximo das vezes possível
Tentar controlar o que se come nos restaurantes, optando por pratos servidos com muitos vegetais, proteína magra e só pequenas porções de amido branco (massa, batata, arroz e pão.
Não comer tudo o que vem no prato. Levar uma parte para casa.

TORNAR O JANTAR NUM VENCEDOR
O jantar é habitualmente a refeição onde se come mais e nesse sentido a mais perigosa. Alguns truques são; desligar a televisão, cozinhar legumes, usar pratos de tamanho pequeno, ter mercearias saudáveis em casa, jantar em casa com frequência. Dispor de doses de guisados e sopas no congelador. Usar vegetais assados como acompanhamento. Iniciar a refeição com uma salada. Optar por fruta para sobremesa.

ENGANAR O APETITE
O apetite não é governado apenas por factores físicos, é também influenciado pelo que vemos as pessoas à nossa volta comerem.

REDUZIR A DOSE PADRÃO

SERVIR A REFEIÇÃO EM PRATOS MAIS PEQUENOS

USAR UTENSÍLIOS DE SERVIR PEQUENOS

DESENCORAJAR AS SEGUNDAS DOSES (não servir os pratos na mesa)

NÃO COMER À MÉDIA-LUZ (come-se mais do que numa sala bem iluminada)

NÃO COMER A VER TELEVISÃO, A LER OU A FAZER QUALQUER OUTRA COISA

COMER DEVAGAR (para dar tempo ao cérebro para receber os sinais das hormonas digestivas)

POUSAR O GARFO E MASTIGAR LENTAMENTE

QUANDO MINIMAMENTE SACIADO, PARAR DE COMER

18/05/18

Perder Peso (Guia Prático de Saúde)

RESUMO DO CONTEÚDO


PERDER PESO
O peso depende da quantidade de calorias que se ingere, de quantas se armazena e de quantas se queima.

Perder o excesso de peso pode fazer-nos sentir melhor tanto física como emocionalmente e viver uma vida mais longa e saudável.

É possível perder peso e não voltar a ganhá-lo.

Mais do que força de vontade, é necessária habilidade.

Trata-se também de introduzir na vida diária, alguns truques e conselhos inteligentes.

Há que optar por uma abordagem organizada e racional, mas sempre ciente de que um pouco de flexibilidade também ajuda.

Regime alimentar, exercício físico e mudança de hábitos pode ser suficiente para perder peso e manter-se magro.

O QUE PRODUZ O EXCESSO DE PESO?
Além dos factores genéticos, o excesso de peso resulta de factores ambientais, como o estilo de vida, e de alguns factores sociais.

- O aumento do stress
- Não dormir o suficiente
- Mau funcionamento das glândulas endócrinas
- Certos medicamentos que aumentam o apetite e diminuem a actividade metabólica
- O acesso fácil a alimentos com muitas calorias
- A falta de exercício regular

OS SEGREDOS DA SAÚDE
Uma dieta de estilo mediterrânico, dieta rica em azeite, ajuda a promover a perda de peso
Vegetais verdes, alaranjados, legumes, fruta, cereais integrais, leite e produtos lácteos magros, em vez de alimentos com grão refinado, açúcar, gordura e calorias.
Não à alimentação emocional e ingestão descontrolada (fenómeno designado por desinibição alimentar), muitas vezes desencadeada pelo stress e pelo álcool.
Não a longas esperas entre refeições - Esperar demasiado tempo entre as refeições costuma fazer com que as pessoas ingiram mais calorias.
Não comer depressa – comer depressa faz com que se coma mais.
Não dormir o suficiente pode alterar o funcionamento das hormonas que controlam o apetite.
A teoria do contágio social aplica-se à obesidade – o risco de uma pessoa se tornar obesa aumenta se um amigo ou um familiar se tornar obeso.
Vários medicamentos têm como efeitos colaterais um aumento de peso, do apetite, ou tornar o metabolismo mais lento. Ex: corticosteroides, anticonvulsivos, anticancerígenos, o lítio, a clozapina, antidepressivos e antipsicóticos.

Quanto mais elevado é o índice de massa corporal, maiores as probabilidades de adoecer.
Diabetes, pressão arterial alta, doenças cardíacas, avcs, cálculos biliares, apneia do sono, gota, depressão, etc.etc.
A obesidade aumenta 20 vezes o risco de diabetes.

SOLUÇÕES PARA PERDER PESO
Contar calorias (para saber quantas calorias precisa para manter o peso actual, multiplica-se o peso por 33.
Quanto mais velho se é menos calorias se necessita pois o ritmo com que as pessoas queimam calorias vai diminuindo.
Para perder meio quilo a um quilo por semana (aquilo que os especialistas consideram seguro) dever-se-á reduzir 500 a 1000 calorias por dia relativamente à quantidade que se precisa para manter o peso actual.
Regra: comer menos quantidade e menos vezes por dia e consumir alimentos de baixas calorias. Diminuir as gorduras e açúcares.
A taxa metabólica é a taxa a que usa a energia. O gasto de energia em repouso varia conforme as pessoas e é determinado pela idade, sexo, composição genética, estado psicológico e nível de actividade física.

ESCOLHER A DIETA
Cada pessoa deve escolher a dieta que melhor se adapta à sua situação.
A melhor dieta para perder peso é qualquer uma que consiga manter com o tempo.
O segredo para perder quilos e manter-se magro é estabelecer um plano de alimentação saudável para toda a vida.
Quando se trata de perder peso, o fundamental é cortar calorias.
O fundamental não está na dieta escolhida mas em conseguir mantê-la ao longo do tempo.

DEZ HÁBITOS QUE AJUDAM A PERDER PESO
1 – Estabeleça metas curtas, concretas e realistas para cumprir em curto prazo (Ex: Perder 5 a 10% do seu peso – a maioria das pessoas demora 6 meses a perder essa quantidade de peso).
2 – Mantenha um registo dos comportamentos e metas (Escreva o que faz)
3 – Crie a sua própria cadeia de comportamentos (pense numa altura em que tenha comido demasiado e a forma como pode quebrar a cadeia da próxima vez)
4 – Arranje uma rede de apoio (encontre alguém que o ajude a motivar-se e que o controle)
5 – Estimule a sua actividade física (ex: encontre um ginásio9
6 – Durma o suficiente (cerca de 8 horas por noite)
7 – Tome o pequeno-almoço devagar (demore 20 minutos)
8 – Controle e altere o tempo que passa a ver televisão (reduzir 15 minutos progressivamente)
9 – Compre com mais inteligência (não compre quando tem fome e use uma lista)
10 – Ofereça recompensas a si próprio (não comida).

26/03/18

MISTÉRIOS E ENIGMAS

1 - O MISTÉRIO DAS PIRÂMIDES EGÍPCIAS

Foram os egípcios que construíram as pirâmides?... Ou as pirâmides já lá estavam quando os egípcios chegaram?
As semelhanças encontradas são simples coincidências?...
Ou terá existido uma antiga civilização global há muitos milhares de anos?
Ou mesmo algum conhecimento comum a várias culturas? 

A História oficial diz-nos que as 3 grandes pirâmides de Egipto foram feitas por escravos, e mandadas construir como túmulos para os faraós (Queops, Quéfren e Miquerinos)

Estima-se que foram feitas há aproximadamente 5 mil anos.

Relembremos como estão construídas as pirâmides, baseando-nos na grande pirâmide, formada por 2.300.000 blocos de pedra pesando entre 2,5 a 60 toneladas cada um.
 Seria como mover o peso equivalente a 12 camiões juntos.
Voltemos à História oficial: segundo ela, as pirâmides foram construídas por escravos, durante um período de 20 anos, aproximadamente.
Ok. Imagine-se então a velocidade a que deviam trabalhar, tendo em conta os 2.300.000 blocos colocadas, mesmo a trabalhar 10 horas por dia, todos os dias da semana e 365 dias por ano: teriam que pôr um bloco sobre outro a cada 2 minutos – um bloco a cada 2 minutos - blocos que vão desde 2,5 a 60 toneladas…

2

Outro dado interessante da grande pirâmide é que, se a virmos desde o seu ponto mais alto, a sua ponta está desviada apenas 6 milímetros do meio da base - 6 milímetros de erro… ao pôr 2.300.000 blocos a uma altura de quase 150 metros…


Nem mesmo os nossos edifícios mais “modernos” têm essa precisão, e estamos muito longe de a igualar.


3

Dizem os investigadores que as pirâmides foram construídas como túmulos. Quando as descobriram tiveram que usar dinamite em algumas para entrar, porque em nenhum lado havia entrada.


Ao entrar depararam-se com um sarcófago coberto por uma peça de várias toneladas em cima que o selava, mas quando conseguiram tirá-la, não havia nenhuma múmia lá dentro.



Que explicação terão dado os profanadores de túmulos?

Mas em teoria, os profanadores entraram (vá-se lá saber como, já que não havia entrada nas pirâmides), levantaram a peça de várias toneladas (mais uma vez, como?), roubaram tudo o que havia lá dentro, voltaram a pôr a peça no lugar, e repartiram… - terá isto sentido?

4
Outro dado interessante é que sabemos que os egípcios pintavam hieróglifos EM TODA A PARTE…
Através desses hieróglifos, contaram-nos TUDO da sua vida, até como tomavam banho… mas em NENHUM LADO contam como fizeram as pirâmides.
E mais importante… NÃO HAVIA NEM UM hieróglifo pintado dentro das pirâmides.




5
Mas sabemos que elas estão alinhadas com a constelação de Orion!

Simplesmente impressionante!



6

Dizem-nos que os escravos construíram as pirâmides usando rampas, roldanas, ferramentas de cobre, troncos de madeira, etc, etc. E o mais engraçado é que, actualmente, com toda a nossa tecnologia, nos seria impossível fazer uma réplica das pirâmides, com a enorme precisão das egípcias. Esses escravos do Egipto tinham que ser uns peritos requintados!
A teoria oficial não passa pois de uma teoria, já que ninguém tem certezas de como foram construídas as pirâmides, além de cada vez mais surgirem novas teorias no mundo da arqueologia.
No entanto, continuamos a ver em documentários televisivos e em livros de História que o assunto é tratado como se a teoria oficial fosse um facto.

7
A estátua de Ramsés II

Quando encontraram a estátua de Ramsés II no solo, decidiram movê-la para fazer precisamente o museu de Ramsés.
Mas acontece que a estátua é um bloco sólido de aproximadamente 1.000 toneladas.
Assim, quando se deram conta que seria impossível mover a estátua sem a cortar em pedaços, decidiram construir o museu à volta do local onde ela se encontrava.

E os que a esculpiram, como terão feito?




8
Passemos ao templo de Osiris en Abydos.

Vejam as imagens e o desenho que aparece.

O que se vê não é uma pintura, mas um desenho esculpido.
E este desenho está talhado com vários centímetros de profundidade, ou seja, se cortássemos um bocado na superfície da pedra, o desenho continuaria a aparecer…
Os cientistas não têm a menor ideia de como foi feito; dizem que está QUEIMADO sobre a rocha, não havendo qualquer meio de o refazermos de maneira idêntica actualmente.



Vejamos o seu simbolismo.
A Flor da Vida

“A Flor da Vida” é um símbolo secreto criado pela inscrição de 13 círculos. É o modelo mais importante e sagrado do universo.
Encontramos este símbolo em várias partes do mundo.
Da Vinci dedicou-lhe muitos dos seus estudos.
Mas encontramo-lo noutros lugares.
Se formos à “Cidade Proibida”, na China… …veremos os “Leões de Fu”…
que têm sob as patas… …a Flor da  Vida !






9
Voltemos ao Egipto.


Não há muito tempo, foi descoberta uma cidade submersa perto de Alexandria, chamada Heraklion.






Muitas culturas antigas  viam o leão como o guardião do conhecimento.
Vemos monumentos similares em várias das nossas cidades, mas todos são atribuídos a qualquer tradição antiga.






Mas há outras “coincidências”:
Vamos do Egipto ao México, à pirâmide do Sol em Teotihuacán.

Podemos observar que os seus santuários também estavam alinhados com a constelação de Orion.
E que até as dimensões da base das pirâmides são semelhantes.
(sobrepondo a grande pirâmide do Egipto  a outra do México)
Como podem duas culturas que, segundo os livros de História, nada tinham a ver uma com a outra e viveram em épocas diferentes, ter  construído monumentos semi-idênticos e com o mesmo alinhamento estelar?
Seria muita coincidência.




Em muitos outros locais do planeta podemos encontrar pirâmides.
O governo chinês nega a existência de pirâmides, tendo mesmo semeado vegetação numa delas para a ocultar.
Pirâmides na Itália
Há arqueólogos, cientistas, investigadores, etc, que procuram esconder este facto, afirmando outros que estas pirâmides são apenas montanhas naturais…
Se assim fosse, como explicar que essas montanhas “naturais” se alinham, “naturalmente”, com Orion?
Foram ainda encontradas pirâmides submersas em Yonagui (Japão)
Quando fizeram a datação, através do carbono 14, do coral que se formou em baixo das pirâmides desde que se afundaram, concluíram que “as pirâmides se afundaram há aproximadamente 10.000 anos”...
Mais recentemente, descobriram-se outras pirâmides submersas no Atlântico: junto às Bermudas e aos Açores.













10
 Pirâmides na Antárdida
Muitos cientistas estão alarmados porque a Antártida está a derreter mais rapidamente do que era esperado mas, para além das consequências que isso pode trazer, está a revelar-nos segredos incríveis. 


Muitas coisas estão a vir à tona ultimamente, e quem sabe o que poderemos vir a conhecer em breve…
Torna-se claro que não conhecemos o nosso próprio mundo. Nem o que aconteceu neste planeta há bastantes milhares de anos…

ou talvez alguns saibam….


11
Gruta dos Tayos (Equador)

300 PEÇAS ENIGMÁTICAS  NA SELVA DO EQUADOR

Em 1984, uma descoberta impressionante na Selva do Equador, na Gruta dos  Tayos, numa localidade chamada La Maná, abalava o mundo da  arqueologia proibida, embora –supostamente – tenham ocultado mais uma vez o facto, para  nos manter na amnésia histórica com que sempre nos querem adormecer.






12
VEJAM  ESSA  ÚLTIMA !

Esta peça é chamada “A Pirâmide negra do Filho do Criador”; esse nome deve-se à tradução das inscrições nessa pedra, onde está escrito “o filho do criador provém daqui”.

A pedra é branca e preta, formando uma pirâmide de tijolo com treze níveis.
Há também um olho engenhosamente incrustado na parte superior da pirâmide.
Visto no escuro, com aplicação de luz ultravioleta…
Parece um olho, mas não exactamente humano.
E se virarmos esta pirâmide…
No fundo da pirâmide há uma incrustação, sob a forma de pequenas placas de ouro…
…mostrando a constelação de Orion e uma escrita desconhecida.
Claramente, Orion significava algo de muito importante para as civilizações antigas.






Observemos melhor esta pirâmide:

Não vimos já, bastantes vezes, o símbolo de uma pirâmide com um olho na parte de cima?
Tanto a pirâmide do dólar como o artefacto de Maná
contam 13 escalões.
“A pirâmide e o olho” é um dos símbolos usados pela maçonaria actual.
Torna-se evidente que esta simbologia remonta a milhares de anos, sabe-se lá quantos…







Será que alguns poucos foram passando o conhecimento de geração em geração, durante milhares de anos? Será que se aproveitaram desse conhecimento para fins egoístas ou menos nobres que os ancestrais?

E o que terá acontecido a essas culturas antigas tão avançadas?

(Adaptação dum trabalho de autor por mim desconhecido e que me chegou através dum amigo)